Como transferir um carro de outro estado para São Paulo? – Comprei um carro com placa de outra UF, como transferir para SP?... *

Transferência de PROPRIEDADE do veículo registrado em outro Estado e que será registrado no Estado de São Paulo

 

Descrição

 
 
Procedimento necessário quando há transferência de propriedade do veículo (exemplo: operação de compra e venda), sendo o veículo originariamente registrado em outro Estado e o novo proprietário tenha domicílio ou residência no Estado de São Paulo (veículo vindo de outro Estado para o Estado de São Paulo). Nota: compreende a atualização de dados cadastrais na Base de Dados do Detran.SP e na Base de Índice Nacional (BIN) do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), com a emissão de novo Certificado de Registro do Veículo (CRV) por alteração de localidade e de propriedade do veículo.
 
 

Pré-requisito

 
 
O veículo não poderá possuir restrições na base Estadual de origem.
 
 

Onde o serviço é prestado?

 
  • Na capital do Estado: na unidade Armênia, Interlagos ou Aricanduva (ver endereços);
  • No interior do Estado: nas Ciretrans ou Seções de Trânsito (ver endereços);
  • No Posto Poupatempo Campinas Shopping (ver endereço), apenas para transferências no prazo de até 30 (trinta) dias após o registro em cartório do CRV.
 

Quais documentos devem ser apresentados?

   Para veículo de Pessoa Física:
  • Original e cópia da CNH (com foto), ou do RG ou do Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) e do CPF. No lugar do RG ou CNH, igualmente são válidos documentos de identidade militar emitidos pelo Ministério da Defesa (Exército, Marinha e Aeronáutica); documentos de identificação funcional emitidos pelas Polícias Federais e Estaduais; documentos de identidade de Conselhos ou Ordens de Classe;
  • Original e cópia do comprovante de endereço emitido até três meses imediatamente anteriores à data da solicitação realizada pelo interessado. Serão aceitos contas de energia elétrica, água, gás, telefone, IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), condomínio, INSS (Comprovante do Instituto Nacional do Seguro Social) ou equivalência originária de instituições financeiras, públicas ou privadas ou de órgãos públicos Federais, Estaduais ou Municipais da administração direta ou autárquica. Os comprovantes de endereço deverão estar em nome do próprio interessado ou parente próximo (cônjuge, companheiro, pais, irmãos e filhos), por meio de apresentação de documento original e cópia que comprove o parentesco ou estado civil (RG, certidão de casamento ou escritura de união estável, certidão de nascimento);
  • Original e cópia do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);
  • Original do Certificado de Registro de Veículo (CRV), preenchido e com a firma reconhecida por autenticidade. É necessário “sinal público” quando o reconhecimento de firma for feito em outro Estado;
  • Comprovante de pagamento da Taxa de Emissão de novo CRV e de eventuais débitos;
  • Decalque legível do chassi;
  • Decalque legível ou laudo fotográfico do motor;
  • Formulário RENAVAM, preenchido e em 2 (duas) vias. Para preencher o formulário clique aqui (Nota: Não apresente o formulário para o atendimento nas unidades Armênia, Interlagos, Aricanduva, Americana, Aparecida e São Bernardo do Campo, pois o atendente irá realizar o preenchimento. Nas demais Ciretrans, apresente conforme instruções);
  • Extrato PTRE e PEBE.
Para veículo de Pessoa Jurídica:
  • Além dos documentos acima, apresente ainda cópia simples do contrato social, CNPJ (emitido na página da Receita Federal do Brasil, na internet: http://www.receita.fazenda.gov.br), documento de identificação pessoal do representante da pessoa jurídica e comprovação de poderes para representação legal. Em caso específico de agência ou concessionárias de veículos acrescente a Nota Fiscal de saída.  
Quando solicitado por parente, demonstrar original e cópia:
  • Pelos PAIS: certidão de nascimento do filho ou documento de identidade oficial do filho onde conste a filiação (RG,ou documento de identidade oficiais  emitidos pelo ministério da Defesa (Exército, Marinha, Aeronáutica)  ou documentos de identidade e Conselhos ou Ordens de Classe ( exemplos: OAB, CRM, CREA) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) modelo com fotografia;
  • Por FILHOS: documento de identidade oficial na qual conste a filiação;
  • Pelos IRMÃOS: documentos do proprietário na qual conste a mesma filiação (pai e /ou mãe);
  • Por CÔNJUGE: A Certidão de Casamento registrada no Registro Civil de Pessoas Naturais ou Termo de União Estável.
Quando solicitado por procurador:
  • Apresentar ainda procuração original e cópia do RG do proprietário. Deverá ser emitida em até três meses imediatamente anteriores à data de solicitação realizada pelo interessado.

Obs. 1: O veículo deverá ser submetido à vistoria. Na capital, no caso de veículos de passeio, utilitários ou motos, deverão ser submetidos à vistoria na unidade Parque Villa Lobos - Zona Oeste, Aricanduva - Zona Leste ou Armênia - Região Central. Caminhões ou ônibus, apenas na unidade do Parque Villa Lobos - Zona Oeste. Obs. 2: O laudo ótico ou fotográfico, do motor será exigido quando não houver possibilidade de se alcançar o número do motor. Obs. 3: Os documentos devem estar em bom estado de conservação e o RG deve conter foto recente. Obs. 4: Se a firma do vendedor for reconhecida em outro Estado da Federação, o adquirente deverá reconhecer a firma do tabelião junto a qualquer cartório instalado no'mbito do Estado de São Paulo (procedimento denominado sinal público).

Abaixo, segue alguns casos específicos (para demais casos, consulte os canais de atendimento ou Ciretrans):
  • Em caso de veículo para aluguel, moto, taxi, ônibus municipal e escolar: Anexe original e cópia da autorização do Departamento de Transporte Público Municipal.
  • Em caso de caminhão: Anexe original e cópia da autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
  • Em caso de veículo de coleção: Anexe original do Certificado de Originalidade.
  • Em caso específico de reserva de domínio: Anexe contrato original devidamente preenchido e assinado com firma reconhecida de seus signatários (comprador, credor, testemunhas e avalistas).
  • Em caso de veículo leasing (venda): Anexe cópia da procuração do banco ou instituição financeira.
  • Em caso de veículo de leilão: Anexe original e cópia da nota fiscal, edital de publicação do leilão, procuração pública, laudo do Inmetro (apenas em caso de veículo sinistrado).
  • Em caso de veículo indenizado pela seguradora: Anexe original e cópia do recibo de indenização, cartão CNPJ da seguradora (emitido na página da Receita Federal do Brasil, na internet: http://www.receita.fazenda.gov.br), procuração pública, boletim de ocorrência do acidente de trânsito ou laudo pericial do veículo (se for o caso) ou cópia boletim de ocorrência de roubo/furto e auto de entrega da delegacia (se for o caso).
 

Passo a Passo

 
 
1º. Compareça à sua unidade de trânsito (na capital do Estado, nas unidades Armênia, Aricanduva ou Interlagos) ou ao Posto Poupatempo do Campinas Shopping e realize a pesquisa de baixa de gravames; 2º. Dirigir-se à rede bancária conveniada para o recolhimento da taxa de 1º registro, de eventuais débitos portando o CRLV e a taxa de emplacamento e lacração (ver relação do código para pagamento). 3º. Compareça à sua unidade de trânsito ou ao posto Poupatempo do Campinas Shopping, de posse do original e cópia do comprovante de quitação de todos os débitos, e solicite gratuitamente a pesquisa PTRE (pesquisa Renavam);

4º. Compareça a um dos pátios de vistoria do Detran.SP com os documentos solicitados e realize a vistoria:

a) Na capital, dirija-se a um dos pátios do Detran (ver endereços); b) No interior: nas Ciretrans ou Seções de Trânsito (ver endereços); c) No Posto Poupatempo Campinas Shopping (ver endereço). O comprovante de pagamento da taxa de emplacamento e lacração deverá ser apresentado neste momento.

5º. Reúna a documentação exigida, inclusive o laudo da vistoria do veículo e apresente na unidade de trânsito, ou no Posto Poupatempo Campinas Shopping, para solicitar a emissão do novo documento (na capital do Estado, unidade Armênia – Setor de CRV, Interlagos ou Aricanduva);

6º. De posse do novo documento, realize a lacração. 
 
 

Quanto custa o serviço?

 
  • Taxa de 1º registro: Dirigir-se a um dos bancos relacionados para recolher a taxa no valor de R$ 204,69;
  • Taxa de lacração: R$ 70,99;
  • Eventuais tributos ou multas pendentes: tributos (IPVA), seguro obrigatório (DPVAT), além de multas de trânsito deverão ser quitadas. Isso poderá ser efetuado nos Bancos Conveniados.
Nota I: O pagamento deverá ser realizado como primeiro registro para São Paulo, constando o CPF ou CNPJ do adquirente; Nota II: Efetuar os pagamentos necessários apenas no momento imediatamente anterior à realização do serviço ou entrega de documentos, pois a ocorrência de novos eventos, como multas adquiridas entre o pagamento e a entrada da documentação ou a realização do serviço, resultará em novos procedimentos, podendo aumentar os prazos. O pagamento deverá ocorrer em parcela única.
 

Onde pagar?

  Nos bancos relacionados (ver a relação de bancos).  

Entrega do documento

 
 
O local de entrega dos documentos é sempre o mesmo onde o cidadão solicitou o serviço. Esse documento poderá ser retirado pelo interessado, procurador legal ou parente próximo.
 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>